LIDÃO

Notícias que você viu e que você nunca viu

10ª Bienal do Livro de PE: Literatura, Resistência e Transformação

DIVULGAÇÃO
DIVULGAÇÃO

DIVULGAÇÃO

A primeira palavra bastaria para retratar o tema ao qual se propõe a 10ª edição da Bienal Internacional do Livro de Pernambuco: “Literatura, Resistência e Transformação”. Ser escritor e atuar na produção e disseminação dessa Arte já se configura num exercício constante de reação, de contestação do que está estabelecido rumo ao novo, à possibilidade de criar. A leitura é um dos principais caminhos para o crescimento, abertura de mentes, seja com a aquisição de conhecimentos, seja com o despertar da imaginação. Enfim, a Literatura persiste como ideal de luta e talvez seja esse o recado transmitido pelos organizadores do evento, que ocorre de hoje (02) a 12 de outubro, no Centro de Convenções de Pernambuco.

Dentre os exemplares desses combatentes, muitos marcarão presença na Bienal com obras e palestras, sendo representados também por três homenageados, dois deles em vida, convidados como atrações, e um in memoriam. Reverenciada nessa grandiosa feira, a escritora e professora, natural de Garanhuns – PE, Luzilá Gonçalves Ferreira, por exemplo, resiste com seus romances, dando voz à Mulher, e, com suas pesquisas, resgatando a História, nem sempre valorizada. Outro escolhido, o poeta recifense, João Flávio Cordeiro Silva, o Miró da Muribeca, rompe com os paradigmas da boa leitura proporcionada apenas pela elite, além de questionar a religião. O homenageado in memoriam, o poeta natural de Palmares – PE, Ascenso Ferreira, foi integrante do Movimento Modernista, de 1922, em que se destacou a liberdade de estilo e irreverência. Esse baluarte da Cultura Popular foi essencial para o Estado e o seu cenário criativo.

Serão mais de 100 ações desenvolvidas para todas as idades, no horário de 10h às 22h, com entrada gratuita, entre elas, oficinas, minicursos, lançamentos, mesas redondas e atividades lúdicas infantis. Promete ser uma imensa festa em prol da leitura, em diálogo ainda com outras áreas, como o cinema, a comunicação, a música e as artes visuais, trazendo inúmeros profissionais, escritores, pesquisadores e nomes expressivos das Letras e Literatura contemporânea. A Bienal conta com um aplicativo mobile, por meio do qual o público poderá acompanhar tudo, lista de autores, programação, homenageados, expositores, tendo, inclusive, acesso ao mapa do evento. Toda a grade de atrações também está disponível no site da feira.

Quanto ao foco internacional, a argentina Selva Amada, com “O Vento que Arrasa”, e o cubano Leonardo Padura, com “Hereges”, são alguns dos autores que lançam livros no evento. A escritora suíça radicada no Brasil, Jeanne Marie Gagnebin, conversará sobre a obra do filósofo alemão, Walter Benjamin. O psicanalista, dramaturgo e escritor italiano radicado no Brasil, Contardo Calligaris, relembrará a história de luta da sua família contra o fascismo e de como esse embate marcou sua trajetória. O fotógrafo italiano Diego Di Niglio proporcionará a todos um mergulho à ilha de Goreé e às comunidades quilombolas de Pernambuco. Em “Instantâneas da África”, demonstrará sua visão acerca do cotidiano do referido continente e a contribuição deste na formação de outras culturas, como no Nordeste brasileiro.

Pernambuco receberá os visitantes com espetáculo de Maciel Salú e Isaar França, em homenagem a Ascenso Ferreira. Terá vários escritores do Estado integrando a programação, como Ronaldo Correia de Brito, Samarone Lima, Fernando Monteiro, Pedro Américo de Farias e Lourival Holanda. Um dos espaços da Bienal, o Ascenso Café, contará com os cineastas André Pinto e Henrique Spencer, que vão discorrer sobre a produção local “Fãtásticos”, uma série de TV incluindo ficção científica, horror e fantasia, a ser lançada no próximo ano. No mencionado espaço, as mais diversas linguagens e ferramentas que atuam no fomento à Literatura estarão presentes. O Lidão estará na mesa intitulada “Pernambuco dos Blogs e da Criatividade”.  A curadora Geórgia Alves e a jornalista blogueira Luciana Andréa Freitas conversarão com a turma do Café Colombo, traçando um panorama da cena literária pernambucana na web. Toda a programação é fruto do trabalho do grupo de curadoria formado por Alexandre Furtado, Geórgia Alves, Raimundo de Moraes, com efetiva contribuição de Danilo Carias e coordenação de Schneider Carpeggiani.

Deixe uma Resposta

Seu endereço de email não será publicado.

*